Polêmica sobre a Fosfoetanolamina

Desde a aprovação (na nossa visão irresponsável) da Lei nº 13.269, de 13 de abril de 2016, que aprovou o uso da Fosfoetanolamina para o tratamento de pacientes com câncer, sem qualquer estudo científico que comprove sua segurança e eficácia, as instituições governamentais responsáveis pelo cuidado e vigilância em saúde estão se movimentando para acelerar os processos de análise, com objetivo de garantir à população as mínimas informações sobre esse nova medicação que se tornou esperança de muitos doentes e familiares.

Alguns hospitais já estão testando a nova droga em seus pacientes e o tempo estimado para as primeiras conclusões é de 6 a 12 meses.

Saiba mais:

Ministério da Saúde:

http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/cidadao/principal/agencia-saude/23252-regulamentacao-do-uso-pesquisa-e-fornecimento-da-fosfoetalonamina

Anvisa:

http://portal.anvisa.gov.br/wps/content/anvisa+portal/anvisa/sala+de+imprensa/menu+-+noticias+anos/201616/anvisa+reforca+alerta+para+os+riscos+sanitarios+provocados+pela+lei+n+13269