Gestão de Suprimentos para aumentar a rentabilidade em até 30%

Enquanto o (eterno) embate entre hospitais e operadoras de saúde a respeito da precificação dos produtos e serviços não chega a sua conclusão, o faturamento de materiais e medicamentos continua sendo uma das poucas fontes de receita para os prestadores de serviços na saúde.

Assim, fazer uma gestão eficiente de suprimentos torna-se imprescindível para que não haja perdas, seja na administração dos estoques, na gestão eficiente de compras ou no faturamento correto dos itens consumidos.

Utilizando as ferramentas adequadas, essas tarefas podem ser feitas com bastante tranquilidade e precisão.

Na gestão dos estoques pequenos investimentos em código de barras e alteração de processos já trazem resultados surpreendentes que, além de financeiros, promovem o aumento da segurança do paciente.

Para Compras, podemos citar a utilização de fórmulas inteligentes para o cálculo das quantidades e tempos para reposição, o processo ágil de cotação através de portais de compra ou pesquisa direta e também o acompanhamento do recebimento dos produtos. Todas essas ações bem informatizadas geram grande redução de custos.

Finalmente com o faturamento adequado de todos os itens utilizados para o tratamento do paciente, feito sem erros de codificação ou valores que evitam glosas desnecessárias, pode-se obter lucro em média de 30% sobre esses insumos, que ajudam a pagar o déficit gerado pelos preços pagos nos serviços prestados.

Obviamente, quando tudo isso funciona de maneira integrada os resultados são melhores ainda.

 

Saiba mais em:

Gestão de Suprimentos:  http://www.vector.net.br/gestao-suprimentos

Gestão de estoques: http://www.vector.net.br/gestao-estoque-farmacia

Gestão de faturamento: http://www.vector.net.br/gestao-faturamento-convenios

Matéria Folha de São Paulo: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2016/08/1806168-controle-digital-pode-evitar-43-mil-mortes-por-erro-de-medicacao-diz-consultoria.shtml