Gestão de Leitos: Melhorar a ocupação e aumentar a receita

gestaoLeitos.png

Um dos fatores que pode acabar com a rentabilidade hospitalar é a baixa ocupação.

Como existe um conjunto de custos fixos que representam boa parte do custo da conta, mesmo se houver boas margens de lucro, essa receita extra perde-se quando há muita ociosidade dos leitos.

E em muitas situações até existe a demanda de pacientes, porém por falta de gestão, há uma demora muito grande na re-ocupação do leito após alta, seja por um processo demorado de limpeza, seja por simples falta de comunicação entre os setores.

Outro fator importante, é a permanência do paciente no leito sem a devida autorização de cobrança (seja SUS ou convênios) que, além de não gerar receita, mantém a geração dos custos.

Para facilitar essas gestão, o SIGHVector conta com várias ferramentas para auxiliar a gestão de leitos, entre elas:

  • Controle visual dos leitos e situações (livre, ocupado, limpeza, manutenção, ….)

  • Reserva de leitos

  • Previsão de altas

  • Alertas de pacientes internados mais dias que previsto

  • Vencimentos das guias de diárias

  • Controle de tempo de limpeza e liberação do leito

  • Controle de visitantes

  • Estatísticas de entradas, altas, óbitos, transferências, paciente/dia, média de permanência. percentual de ocupação, etc.

 

Saiba mais:

Módulo de Internação: aqui 

Outros produtos do SIGHVector: aqui