faturamento

Glosas: gerenciar bem para não perder dinheiro

glosas.png

As glosas sempre figuraram como uma grande dor de cabeça para os gestores hospitalares.

Basicamente elas se dividem em 3 tipos:

  • Técnicas:  exames ou procedimentos desnecessários são realizados sem a possibilidade de cobrança,
  • Administrativas: quando há erro no faturamento
  • Sem motivo (ou lineares): com as quais os convênios simplesmente resolvem seu problema de fluxo de caixa (passando-o para os hospitais).

Esse corte do faturamento pode fazer desaparecer todo o resultado do esforço da melhoria de processos e redução de custos.

Muitos gestores, acertadamente, focam esforços na diminuição de ocorrência de glosas e até obtém resultados consideráveis.

Porém as glosas são inevitáveis e desprezá-las faz com que parte importante do dinheiro que é de direito do hospital não chegue aos seus cofres.

Como o volume de informações a ser tratado é grande, muitos gestores se questionam vale a pena investir no setor de recursos de glosas, pois supõem que o valor recuperado seja menor do que o gasto com e equipe. Acontece que os valores recuperados podem chegar de 5 a 50 vezes o custo com os funcionários empenhados para essa tarefa.

Ignorar esse processo é deixar de contar com uma receita certa para o fluxo de caixa, atualmente cada vez mais apertado.

Para ajudar nessa tarefa, a SIGHVector conta com alguns recursos que facilitam muito o trabalho:

  • Importação do arquivo de retorno dos convênios

  • Facilidade para localização das contas por vários filtros

  • Classificação das glosas de acordo com os padrões da ANS

  • Facilidade para montagem dos recursos de glosas, que podem ser feitos via arquivos padrão TISS

  • Módulo de gerenciamento de recebimento e glosas que permite visão rápida e dinâmica das contas enviadas, recebidas, em análise, em recurso ou glosadas (perdidas)

tela.png

Saiba mais:

Módulo de Faturamento: aqui 

Outros produtos do SIGHVector: aqui 

Farmácia: local para ganhar ou perder muito dinheiro

FarmaciaGanharOuPerder.png

Aumente o lucro implantando controles eficientes

Não é novidade que uma das únicas fontes de renda para os hospitais está na farmácia.

E parece que a briga entre operadoras e prestadores em relação a baixa remuneração dos serviços contra o alto lucro dos materiais e medicamentos não chegará a uma conclusão rapidamente.

Sendo assim, os hospitais devem focar esforços para gerenciar muito bem o dinheiro aplicado nos estoques para que as margens obtidas permitam a manutenção saudável do negócio.

Por outro lado os suprimentos mal geridos podem levar a enormes perdas, seja por vencimento de itens, por desvios ou a simples falta de faturamento.

Basicamente o controle eficiente deve envolver as seguintes áreas:

  • Farmácia
    • Registro preciso de todas as movimentações de entrada, saídas e transferências de itens, utilizando código de barras e identificando corretamente paciente e centro de custos, permitindo a rastreabilidade total dos lançamentos
    • Controle de saldos por lote / validade - gestão dos itens a vencer
    • Acompanhamento dos níveis de estoque com planejamento de pedidos - para obter preços melhores de compra
  •  Compras
    • Geração automatizada do pedido de reposição, utilizando metodologias testadas
    • Controle rigoroso de requisições, planilhas e ordens de compras - com níveis de autorização
    • Cotações automatizadas e transparentes
    • Follow up de entregas
  • Faturamento
    • Lançamento automatizado de itens (a partir da movimentação da farmácia)
    • Atualização automática de tabelas de preços
    • Controles efetivos de rentabilidade

Tudo isso se torna mais simples usando ferramentas de apoio para informatizar esses processos que, é claro, precisam ser definidos de maneira simples para que possam ser executados tranquilamente pelas equipes.

 

Saiba mais sobre:

  • Gestão de Estoque e Farmácia aqui
  • Gestão de Compras aqui
  • Gestão de Faturamento aqui
     

Automação do faturamento em sistemas hospitalares

 
fat.jpg

A implantação de um sistema hospitalar totalmente integrado permite que se faça a automação de diversos lançamentos para a geração do faturamento.

Cada ação de usuário que é realizada no diversos setores da atendimento podem ser parametrizada para gerar as cobranças de forma automática, reduzindo o tempo e o trabalho para a montagem das contas e diminuindo perdas por falta de lançamentos.

Dentre as diversas possibilidades de cobranças automáticas podemos citar:

  • Dispensação da farmácia
  • Diárias
  • Exames
  • Cirurgias
  • Plantões
  • Visitas da equipe multidisciplinar
  • Procedimentos realizados
  • Etc

Além de proporcionar agilidade e segurança, a automatização do faturamento permite a visualização diária da produção gerada, dando ferramentas para o gestor acompanhar a evolução das receitas e o atingimento de metas.

Saiba mais sobre como um sistema hospitalar integrado pode ajudar na gestão aqui