Escopo de Informatização da Saúde Municipal

Quando falamos em informatização da Saúde Municipal, temos que ter a preocupação de abranger as diversas ações executadas por esse segmento.

Nos preocupamos de modo a permitir que todas as informações geradas pelos vários agentes de saúde e prestadores de serviço sejam registradas, ora para gerar o prontuário do paciente, ora para fornecer informações administrativas para a melhoria da gestão.

Assim, desde o registro básico de um atendimento domiciliar, passando por consultas e exames especializados e atendimento hospitalar, quando há uma informatização eficiente desses processos, a redução de custos, a otimização dos processos e o aumento da qualidade vem como consequência.

O processo de informatização passa, obrigatoriamente, pela existência de uma rede de comunicação entre os diversos serviços de saúde que permite armazenar as informações de forma centralizada, melhorando o atendimento ao paciente e promovendo um gerenciamento mais eficiente.

 

Abaixo, seguem algumas características desse tipo de projeto:

I. O fluxo da informação na saúde

 

Todas as informações registradas em sistema podem ser visualizadas por todos os profissionais envolvidos no atendimento do paciente gerando agilidade e segurança.

As informações administrativas também são compartilhadas para gestão e economia.

 

II. Redução de custos

A redução de custos após a implantação pode ser observada nas seguintes áreas:

  • Farmácia
    • Gestão eficiente de estoques
      • Diminui gastos com medicações por perda de validade
      • Permite a reposição baseada em consumo / estoque / curva (e não em interpretações)
      • Promove a diminuição de desvios (processo totalmente auditado)
    • Elimina excessos (p.ex pacientes que retiram a mesma medicação em duas unidades)
  • Exames
    • Elimina o trâmite (papel) de pedidos e laudos
    • Elimina a duplicidade de exames desnecessários
    • Reduz custos de impressão - laudos via WEB (paciente e médico)
  • Tempo 
    • Reduz tempo de atendimento
    • Agiliza a resolução do problema do paciente
    • Promove a redução de retrabalho
  • Prevenção
    • Permite tratar o problema na origem
    • Permite identificar epidemias na origem (notificação)
    • Permite implantar tratamentos preventivos -> mais baratos
 

III. Otimização de recursos

A informatização também promove a melhorias nos processos e no aproveitamento dos recursos contratados:

engrenagem.png
  • Agenda de consultas e exames
    • Permite operação centralizada ou descentralizada
    • Permite a gestão com cotas
    • Melhora o preenchimento das vagas ofertadas
    • Gerencia o absenteísmo levando a diminuição de faltas
    • Gerencia a fila (e tempo) de espera
  • Regulação
    • Permite priorizar os pacientes mais graves
    • Melhora o aproveitamento dos recursos contratados
    • Aumenta o controle dos fornecedores
  • Prontuário
    • Proporciona agilidade no atendimento
    • Aumenta a segurança do paciente
  • Pessoal 
    • Permite coletar Informação sem intermediários
    • Diminui custos administrativos
    • Padroniza processos e coleta de dados
  • Faturamento
    • Elimina perdas (por falta de lançamento)
    • Gera alertas para possibilidades de melhorias no faturamento a partir dos registros no prontuário
 

IV. Melhoria na qualidade

Mais controles, mais agilidade, mais segurança.

  • Segurança 
    • Medicações: rastreabilidade total dos itens (cód.barras) e vencimentos
    • Gestão efetiva de vacinação populacional incluindo alertas para grupos não atingidos
    • Prontuário: todos os profissionais com a mesma informação
    • Maior eficiência nos tratamentos
    • Aumento da sensação de segurança do paciente

 

  • Agilidade de processos e atendimento
    • Diminuição de filas
    • Acesso à informação mais rápido
    • Redução de burocracia e papel